Na beirada do telhado é morada do cuitelo
Sanhaço tem penas verdes e mora no pé de marmelo
No galho da laranjeira, sabiá peito amarelo
No braço desta viola Mineiro de Monte Belo
Quando eu entro num catira os meus pés são dois martelo

A onça mora no mato só sai pra pegar o vitelo
Os pés de moça bonita moram dentro do chinelo
O rei e a rainha moram dentro do castelo
Minha voz mora no peito, por isso me acautelo
Eu não canto no sereno pela minha voz eu zelo

Casamento é coisa boa, dois unidos por um elo
Eu estou apaixonado e agora me revelo
Ela tem dois irmãos bravos que eu amanso e depois trelo
Amanhã eu levo ela antes meu cavalo eu selo
A viagem é perigosa eu arrisco e não cancelo

Na guaiaca vai a faca muita bala e parabelo
Se eu perder no ferro frio pro pau de fogo eu apelo
Meu dedo não tem juízo no gatilho quando eu relo
Caboclo do sangue quente é na bala que eu gelo
Mineira, vamos simbora que eu venço qualquer duelo

Vídeo incorreto?