Gaitinha de quatro baixos quatro estrelas de botão
Que o gaiteiro amanuncia num gesto suave da mão
Subindo um céu dentro dele no tranco do vanerão
Subindo um céu dentro dele no tranco do vanerão)

Gaitinha de quatro baixos cada baixo um coração
No lado esquerdo do peito bem palanqueado no chão
Sonhando um namoro xucro na cintura do violão
Sonhando um namoro xucro na cintura do violão

O teu fole ressoprando como se fosse um pulmão
Respirando o ar tão puro da campeira tradição
Pampa serra e litoral corcoveiam de roldão
Nesta hileira solitária que se ri da solidão

Doze lágrimas de prata nos olhos de algum fotão
Velha gaitinha campeira cordeoninha de botão
Mamangava barulhenta cheia de mel e ferrão
Que o Deus campeiro inventou para a missa do galpão

Vídeo incorreto?