Esse forró é do tempo da minha vó
Do tempo da minha vó, do temo da minha vó

Esse forró é do temo da minha vó
Do temo da minha vó, do tempo da minha vó

No tempo da minha vó, tudo era diferente
Se andava de jumento, de carroça ou pé no chão
Naquele tempo se usava candêeiro
Prá namorar no terreiro, na base do lampeão

Esse forró é do tempo da minha vó
Do tempo da minha vó, do temo da minha vó

Esse forró é do temo da minha vó
Do temo da minha vó, do tempo da minha vó


No tempo da minha vó a familia reunia
No feitio da farinha, na colheita do feijão
Naquele tempo era só dificuldade, mas tinha felicidade, remelexo no sertão

Esse forró é do tempo da minha vó
Do tempo da minha vó, do temo da minha vó

Esse forró é do temo da minha vó
Do temo da minha vó, do tempo da minha vó

Vídeo incorreto?