Êtá povo que sofre, na mão dos imundos
e vive como pode nesse mundo absurdo.
Êtá povo que sofre, e só quer o que é seu,
e quando não pode, pede ajuda a Deus.
Não agüento mais ver noticia de
enchente e enxurrada na televisão.
De ver mais um pobre coitado chorando
vendo seu teto ao chão.

Me pego perguntando a Deus
quando tudo isso, enfim vai mudar...
Se a paz vai vencer a violência...
as diferenças vão continuar...
Mas acredite, que haverá igualdade
Acredite, que haverá uma sociedade,
Que rico, pobre, branco ou negro,
viverão em harmonia, se dando respeito.

Mas acredite que haverá igualdade
Acredite, que haverá uma sociedade,
Que rico, pobre, branco ou negro,
viverão em harmonia, se dando respeito.
Se acredita, tenha fé em Deus e força de vontade...
Sei não podemos mudar o mundo,
mas quem sabe, muda humanidade.

Dá juízo aqueles que podem mudar,
e acham que tudo isso é normal.
Se não podemos mudar o começo,
juntos, podemos mudar o final.
Mas acredite, que haverá igualdade
Acredite, que haverá uma sociedade,
Que rico, pobre, branco ou negro,
viverão em harmonia, se dando respeito.

Mas acredite que haverá igualdade
Acredite, que haverá uma sociedade,
Que rico, pobre, branco ou negro,
viverão em harmonia, se dando respeito.
Se fica doente, e precisa do SUS
é melhor erguer as mãos...
e chamar por Jesus,
Pois você é mais um pobre sofredor
Enquanto uns nascem na sala de parto
Outros morrem no corredor...
Nus obrigam a sair de casa mesmo
sem querer para ir votar

No final dessa história elegemos mais um engravatado
para nus roubar
Mas acredite que haverá igualdade
Acredite, que haverá uma sociedade,
Que rico, pobre, branco ou negro,
viverão em harmonia, se dando respeito.

Mas acredite que haverá igualdade
Acredite, que haverá uma sociedade,
Que rico, pobre, branco ou negro,
viverão em harmonia, se dando respeito.

Vídeo incorreto?