Jocasta


Quando o bebê nascer
Vamos deixá-lo na neve
Então aquele gelo vai certamente crescer
Sobre os ossos fracos e quebradiços
Vamos deixá-los para os lobos
Seus dentes o transformarão em comida
A carne os mantém vivos
Como a morte ajuda a vida
Oh, o mundo pode ser bom a sua própria maneira

Seu futuro é uma máquina
Com mecanismos de um sonho
É sua mente que gira a roda
E seu coração que faz você sentir
Toda a culpa por todos seus pecados
Oh e como a roda gira
Oh, bem, eles jogam como se acreditassem
E por seu marido que você tem de afligir

Oh, o mundo
Ainda decide como você se transforma
Bem, em meus momentos mais fracos eu poderia ver
Oh, que o coração pode ser
A parte mais fraca de mim

A lua controla
os movimentos da maré
Oh, mas não tem peso sobre os movimentos da minha mente

Mas se você coloca suas mãos em chamas
A luz vai queimar assim mesmo
Se você apenas atravessar
Ou se é o que você quis fazer
E seu senso de culpa
É dos guias que você percebe
Seu amor constante que você acredita
Vai te mostrar benevolência
Quando você se torna um fantasma
Mas agora o amor que você encontrou
Está levantando-o da lama
E a morte te deixará
Porque sua maldição continua a mesma