Ando me indignando à beça!
Como pode nossa festa
Ser de um só que não de dois?

Ando duvidando do que nos contesta
Um mal termina outro começa
E nossa pauta pra onde foi?

Quem apura esse socorro
Qual apuro é primordial?

Se nada adianta e nada acontece!
O que fortalece é não dispersar!

Quem resiste e insiste no front
Quer ver novo horizonte se levantar!

Sente seguro, pra cá do muro?
Pra cá da ponte, onde se esconde?
Pra cá do fundo, dito outro mundo?
Pra cada luto, um horizonte

Quem fecha a conta?
A flecha aponta!
Outra armadilha e a matilha pra sustentar!
Vacina, ofício, fome e família
Incita um verso avulso:

"A vida não é fácil, é faça!
Corre! Vem disfarçar!"

Se nada adianta
Nada acontece!
O que fortalece é
Não dispersar!

Quem resiste e insiste no front
Quer ver novo horizonte se levantar!

Vídeo incorreto?