Seus ossos


Na primavera nós fizemos um barco,
De penas, de ossos.
Nós incendiamos nossas casas,
Andando descalços na neve.

Ritmo distante do tambor
Enquanto flutuamos em direção à tempestade.
O leão bebê perdeu seus dentes,
Agora eles estão nadando no mar.

Espíritos perturbados no meu peito
Onde eles deitaram para descansar.
As aves todas, deixaram meu amigo alto,
Enquanto seu corpo bateu na areia.
Milhões de estrelas no céu
Formaram um olho de tigre
Que olhou para meu rosto,
Fora do tempo e fora de lugar.

Então segure-se,
Retenha o que somos,
Segure-se em seu coração.

Desperto pelo som
De uma coruja gritando,
Perseguindo folhas ao vento,
Indo para onde nunca estivemos.
Disse adeus a você meu amigo
Enquanto o fogo se espalha.
Tudo o que restou são os ossos
Que em breve irão afundar como pedras.

Então segure-se,
Retenha o que somos,
Segure-se em seu coração.

Então segure-se,
Segure-se em seu coração.