Casca de ferida


Desde o início você tinha esta intenção, não é verdade?
Você é bom em se aproximar quando sabe, não é?

Se não for isso, nem ao menos o procuram
Apesar de saber disso, por que?

Se sobrepondo, quero mais do que isso
Coloco a culpa numa velha casca de ferida
Apesar de repetir a coceira, a dor
A relação amorosa que temos é de lamber a ferida um do outro?
Isto não é o suficiente
Isto não é o suficiente

Não significa que estou querendo obter alguma coisa
Na realidade nem sei mais o que eu quero

Para alguém como eu que já perdeu o calor, já está frio
Apenas quero um remédio que funcione bem

Se sobrepondo, isso só aumenta este vazio
E coloco a culpa disso em alguém novamente
Mesmo que chegue até o fim
Não há nada para restar no final

Um amor que é como a água que escorrega das mãos
Não consigo umedecer algo que já se secou
O ligeiro calor que restou na palma da mão
Aos poucos irá se secar e repetir tudo novamente, não é mesmo

Descascando, vai manchando de vermelho novamente
Mesmo assim, continuo fingindo que não percebo
As feridas do passado já dizem por si
Mas na verdade

Se sobrepondo, quero mais do que isso
Coloco a culpa numa velha casca de ferida
Apesar de repetir a coceira, a dor
A relação amorosa que temos é de lamber a ferida um do outro?

Se sobrepondo, isso só aumenta este vazio
E coloco a culpa disso em alguém novamente
Mesmo que chegue até o fim
Não há nada para restar no final

Não é o suficiente
Não é o suficiente