Cosmonauta


O ruído diminui - Eu estou flutuando no infinito.
Cada vez mais alto - cada vez mais na silenciosa escuridão.
Passado por estrelas, por satélites e pela lua.
Apenas um vazio, porque tudo aqui é desabitado.

Eu estou a bordo - deixe a minha nave espacial.
Eu voo sem dificuldade através do espaço.
Eu corto a linha para o mundo e caio.
Eu estou a bordo - deixe a minha nave espacial
Porque eu sou mais rápido que a luz.
Eu vejo ao meu redor - eu não sinto falta de nada.

O ar é mais rarefeito, o êxtase abafou os meus sentidos.
Esta viagem é para mim, porque não há como voltar atrás.
Longe estão os dias em que estivemos presos
Em dimensões com órbitas mais fixas

Eu estou a bordo - deixe a minha nave espacial.
Eu voo sem dificuldade através do espaço.
Eu corto a linha para o mundo e caio.
Eu estou a bordo - deixe a minha nave espacial
Porque eu sou mais rápido que a luz.
Eu vejo ao meu redor - eu não sinto falta de nada.

Cosmonauta - eu deslizo pela eternidade.
Cosmonauta - removo-me do tempo e do espaço.
Cosmonauta - nas profundezas da enorme galáxia
O sol está brilhando, e eu queimando

Eu estou a bordo - deixe a minha nave espacial.
Eu voo sem dificuldade através do espaço.
Eu corto a linha para o mundo e caio.
Eu estou a bordo - deixe a minha nave espacial
Porque eu sou mais rápido que a luz.
Eu vejo ao meu redor - eu não sinto falta de nada.

Pois eu sou mais rápido que a luz.
Eu vejo ao meu redor - eu não sinto falta de nada.