Não posso mais fingir, não mais me enganar
Se em tudo que faço
O eu há de errado comigo
Ao me ver chorar

Se não há ninguém pra ouvir, lembranças pra refugiar
Só há um imenso vazio, um calado, um escuro a me sufocar
Não me escutou, também tinha o que falar
Quando acabou, meu mundo veio a desabar

Não quero mais olhar pra trás
A cura é te esquecer
Agora já tanto faz
Se é com ou sem você

Vídeo incorreto?