S.O.S, vê se de mim você não esquece
S.O.S, vê se de mim você tem dó
S.O.S, eu estou aqui presente
Eu gosto de forrobodó, eu pego a cobra e dou um nó
Sou o Kojak do forró

Chegou um cabra doido dentro do salão
E ficou de cochicho com a mulher de João
Sujeito treveteiro, cabeça de jirimum
Disse que tirava onda com a mulher de qualquer um
Que não tem medo do Kojak, com ele é no grito
Que o Kojak do forró, é um vendedor de pirulito

Ele é vendedor de pirulito
Ele é vendedor de pirulito
Ele é vendedor de pirulito
O Kojak do forró é vendedor de pirulito

Não me segura, me solta, me deixe
Que agora a jiripoca vai piar
Vou mostrar pra esse cabra que sou justiceiro
Por isso eles me chamam de Kojak Brasileiro
Não gosto de presepada, nem tampouco de grito
Vou mostrar pra esse sujeito que é
O vendedor de pirulito

Ele é vendedor de pirulito
Ele é vendedor de pirulito
Ele é vendedor de pirulito
O KOjak do forró é vendedor de pirulito

Vídeo incorreto?