Eu que já não falo dos meus medos
Que disfarço meus defeitos
Aprendi a não querer
Vale mais me esconder

Eu que ando em cima do muro
Que só choro no escuro
Desisti de ir além
Sei que lá não há ninguém

E foi com o tempo que tudo se tornou tão claro
E foi com o tempo que tudo se tornou tão raro

Eu que me enxergo tão pequeno
Não me atrevo, mais é menos
Aceito o que me convém
Faço isso pro meu bem

Eu que já não olho nas janelas
Ando sempre em linha reta
Vou com pressa rumo ao fim
Que é pra não cair em mim

E foi com o tempo que tudo se tornou tão claro
E foi com o tempo que tudo se tornou tão raro

Eu que já não faço tantos planos
Vou vender todos os sonhos
Preferindo nem saber
Quanto é que vão valer

Eu que já não sinto mais pureza
Nem no verbo nem na veia
Descobri que não tem paz
Quem da vida sabe mais

E foi com o tempo que tudo se tornou tão claro
E foi com o tempo que tudo se tornou tão raro
(2x)

Vídeo incorreto?