Parece que eu pressenti
Que o mundo me abandonou
Quando cruzei o lançante
No fundo do corredor
Fui salvo pela coragem
E o tino de domador
Eu quase que me "escuiambo"
Perdi até o atirador

Se não fosse o meu cavalo
Que é acostumado com o pega
Eu era um corpo estendido
No meio de uma macega
Eu confio neste pingo
Como se fosse um irmão
Cavalo igual a este
Não existe neste chão

Foi culpa daquele touro
Que escapou do manqueirão
Se bandeou, ladeira abaixo
Prós lados do boqueirão
Eu assobiei prós "cachorro"
No laço eu dei de mão
Cerrei o mango no pulso
Pra "mode" uma precisão

Se não fosse o meu cavalo...

Vídeo incorreto?