Não sou bom de palavras
Eu não sei frases bonitas
Mas se te vejo, prendinha
O meu coração palpita
O jeito rude que tenho
Sou crioulo de galpão
Laçando bois na invernada
Peleando com redomões

Ah, prenda linda demais
Tu balançou o coração deste rapaz

Tomei coragem, prendinha
Fiz estes versos pra ti
Na solidão do meu rancho
Lidando só, por aqui
Sentado à beira do fogo
Mateando ao calor da brasa
De parceiro, o violão
Atravesso a madrugada

Ah, prenda linda demais
Tu balançou o coração deste rapaz

Pra ti, prenda bonita
Eu fiz esta canção
Rabisquei estas palavras
Do fundo do coração
A vida de um gaudério
Resulta na solidão
Cansei de viver sozinho
Vem morar no meu rincão

Ah, prenda linda demais
Tu balançou o coração deste rapaz

Vídeo incorreto?