"Agora eu vou falar de um bugio
Valente uma barbaridade
Acostumado a fazer peleia lá na costa do Rio das Antas
Mas então é o bugio de São Francisco!
É bem esse mesmo tchê e olha o bicho aí."


O bugio foi na cidade
De bota, lenço e bombacha
Chegou numa padaria
Mandou botar uma cachaça
Chamaram o bugio de grosso ele virou num corisco
Quem não correu apanhou do bugio de São Francisco

O bugio saiu dali
Brabo uma barbaridade
Foi entrando de carancho
Num baile de sociedade
Já deu um grito na porta
E o porteiro foi o cisco
Bateu no peito e roncou
Sou o bugio de São Francisco

Nisto foi chegando os homens
Para prender o bugio
O bicho puxou uma adaga
Já foi aquele extravio
O delegado falou com esse eu não me arrisco
Pelo jeito de pelear
É o bugio de São Francisco

Chamaram a cachorrada
Nunca vi briga tão feia
Só depois de duas horas
Que terminou a peleia
Matou oitenta cachorros
E saiu sem nenhum risco
Se bandeou pro Rio das Antas
Se bandeou pra São Franscisco

Vídeo incorreto?