Minha mãe me fez presente de uma gaita de oito baixo
Meu pai me deu um cavalo pus o nome de penacho;
Quando eu saio eu levo a gaita na garupa deste macho
Nas festanças que eu chego coração duro eu não acho.

Quando eu abro minha gaita toco com desembaraço
Meu cavalo sapateia e bate o casco no compasso
Com meu pingo e esta gaita dinheiro ganhei aos maços
Muita donzela orgulhosa já fiz cair em meus braços.

Com a minha oito baixo muitos discos já gravei
Por este Brasil a fora muitos fandangos toquei;
Nas patas do meu cavalo muita carreira ganhei
Na garupa deste pingo muita prenda eu carreguei.

Minha gaita e meu cavalo eu cuido com muito amor
Foi presente de meus pais para mim tem muito valor;
Quando morrer meu cavalo sei que vou chorar de dor
Guardo minha gaita velha e deixo de ser tocador.

Vídeo incorreto?