Amigo, venho lá da paraíba
Não nego a minha origem pra ninguém me censurar
Tenho sangue do sertão de gente brava
Quando é seca a gente cava até água encontrar

Amigo, me desculpe a franqueza
Para mim é uma beleza vim falar do meu lugar
Na primavera vejo um lindo céu azul
Na praia de tambaú venho só pra bronzear

Bangue-bangues que existiam, se acabaram
Os valentes viajaram, hoje há civilização
Caminhão pau-de-arara não tem mais
Lá de quando vem turista é de ônibus ou de avião

Vídeo incorreto?