Vai começar,
Preste atenção,
O pé na bota vai subir o poeirão.
Faz bem pra mente, pro amor, pro coração
Quero ver todos malhando a tristeza e a solidão.

Vai começar,
Preste atenção,
O pé na bota vai subir o poeirão.
Faz bem pra mente, pro amor, pro coração
Quero ver todos malhando a tristeza e a solidão.

Abre a porteira, prepare as emoções,
Vem chegando novamente,
Rio Negro e Solimões
Quem vem de longe sem saber pra onde vai,
Trazendo som sertanejo que balança, mas não cai.
Quem vem de longe sem saber pra onde vai,
Trazendo som sertanejo que balança, mas não cai.

Pegue o chapéu,
O momento é agora,
Se você ficar parado,
A solidão te devora.
Tristeza não paga a conta
Não esqueça o ditado
Vamos cair na folia, todo mundo apaixonado
Tristeza não paga a conta
Não esqueça o ditado
Vamos cair na folia, todo mundo apaixonado

Vai começar,
Preste atenção,
O pé na bota vai subir o poeirão.
Faz bem pra mente, pro amor, pro coração
Quero ver todos malhando a tristeza e a solidão.

Abre a porteira, prepare as emoções,
Vem chegando novamente,
Rio Negro e Solimões
Quem vem de longe sem saber pra onde vai,
Trazendo som sertanejo que balança, mas não cai.
Quem vem de longe sem saber pra onde vai,
Trazendo som sertanejo que balança, mas não cai.

Pegue o chapéu,
O momento é agora,
Se você ficar parado,
A solidão te devora.
Tristeza não paga a conta
Não esqueça o ditado
Vamos cair na folia, todo mundo apaixonado
Tristeza não paga a conta
Não esqueça o ditado
Vamos cair na folia, todo mundo apaixonado

Vai começar,
Preste atenção,
O pé na bota vai subir o poeirão.
Faz bem pra mente, pro amor, pro coração
Quero ver todos malhando a tristeza e a solidão.

Vai começar,
Preste atenção,
O pé na bota vai subir o poeirão.
Faz bem pra mente, pro amor, pro coração
Quero ver todos malhando a tristeza e a solidão.

Vídeo incorreto?