O guerreiro continua na luta constante
De frente pra bater com o radio e com a TV
Se liga sistema é o retorno aqui ninguém é bobo
É a favela de novo fazendo de rimas a voz do povo

Invadindo o sistema o esquema ladrão
Um basta na guerra armada
Violência não está com nada
Se liga na virada 2007 a outra face na parada

Muitos pensavam que ia parar que ia se jogar
Mais ai eu continuo firme
Com o crânio carregado de palavras ousadas
Que deixa qualquer executivo de cara

Não tive a oportunidade de cursar uma faculdade
Mas sou liso ligeiro, um cronista perfeito.
Sabe oque que dizer isso? Rap é compromisso
Favela barraco cortiço eu faço parte disso

Eu venho é sem mascara falando a verdade na cara
Canalha de terno de farda aqui não tem vez eu represento a rapaziada
Sou um rebelde por sede de justiça
Um infeliz cansado de sonhar com a vida

Eu meto o dedo na ferida segura a minha onda
Olha no meu olho e vai ver que é maior responsa
Uma pá de ano na luta e nunca foi em vão
Hoje eu conheço os trairas uma par de sangue bom

Mileano guardado escrevendo fazendo rascunho
Muita disposição
O tema sempre foi revolução
Mas dessa vez não estou sozinho

A luta é constante a guerra é infinita
Eu represento o povo represento a periferia
A luta é constante a guerra é infinita
Eu represento o povo represento a periferia

Aperta a bomba roda o tambor por onde eu passo espalho o terror
Quem já escutou sacou que eu estou de volta bem na moral
Original favela, suspeito no andar no trajar.
Cronista das ruas de terra mais um da favela

Se a luta é infinita eu to pronto pra guerra
Mais um na tendência, bato continência.
Chego na pegada sem trava na fala
To farto de patifaria sou realista um doido na trilha
To na corrida faz uma cara e não é brincadeira

Cansei de ver políticos tampar o sol com a peneira
Veja só o sistema quer nos ver na pior
Manipulação imposição desemprego
Transforma a vida de um pai de família em pesadelo

Policia nas ruas o medo é constante o bicho pega
Malandragem é malandragem se esquiva e não se entrega
Loucura real país anormal será que somos o próprio mal
O veneno que envenena o país irracional

Eu to ficando louco os manos bom pelo certo
Outros na corrida no sufoco
Rap no coco eu represento
2007 a outra face idéia de louco pra louco

A luta é constante a guerra é infinita
Eu represento o povo represento a periferia
A luta é constante a guerra é infinita
Eu represento o povo represento a periferia

Vídeo incorreto?