Já faz um tempo,
Que sinto essa ilha em mim.
Um aperto no peito,
Que parece não ter mais fim.

Mesmo sozinho,
Enfrento com garra essa dor.
E não vou me fechar,
Sei que posso encontrar outro amor.

Não adianta sorrir ou chorar,
Diante da escolha, falar ou calar.
De um lado o medo de ter que arriscar,
E do outro a falta que me faz.

Eu to cercado!
Não há nada no horizonte,
Tão deserto, tão distante,
E ainda tenho fome de amor.

Vídeo incorreto?