Sabe, eu bem sei quanto somos irmãos.
Nossa infância que imaginação.
Lembro dos sonhos e sua proteção
Jogos antigos e a televisão

Sonhos, temores que te assustavam
Ondas gigantes, pranchões, Havaí, Zé Piline

Lutas na cama e os golpes mortais
Super-heróis, esses não voltam mais

Fomos moleques de jogar bola
Tantas histórias
"ca-caem" das lembranças que guardo
dos discos e livros, dos sonhos que habitam
e fazem de nós dois sempre irmãos

pega isso aí, olha o rojão
saia daí, não ponha a mão
olha a fogueira, vá lá buscar
vamos brincar, vamos trelar de novo

Vídeo incorreto?