Ando às voltas, vê no que me transformei
Tudo o que queria era ser alguém para ti
Acordei num lugar mas não me sinto bem
Nada mais a fazer tenho que fugir daqui

O meu passado está longe de se alcançar
Tudo o que lutei para aqui chegar
Vale a pena esperar pelo que há-de vir
Nada me faz parar de lutar por ti

Entra no jogo sujo das palavras
E as pessoas que nele apostam
Onde o tudo é mesmo quase nada
E o nada para mi não chega
Quem tudo quer acaba por perder
E nada ganha no fim das contas
Nesta fronteira onde o tudo é nada
As nossas vidas são baratas tontas

Não sei se quero voltar a olhar para trás (nããããão)
Passar por tudo isto mais uma vez
Consegui alcançar um lugar onde ninguém
(Ninguém) mais chegará vou te encontrar (vou-te encontrar)

É tudo ou nada é aquilo que tu bem quiseres
Se dás um passo em frente não olhes pra trás
O verbo ter não é o mesmo que o verbo amar
No jogo falso tu vais ser capaz

De lutar, iludir (oo oo)
Trocar as voltas a quem quer que seja
Beijar e fingir (oo oo)
Nunca te esqueças que há quem te veja

Refrão

Vídeo incorreto?