Num grande amor
É natural correr o risco
E depender da luz de um bom sorriso
O paraíso enfim
No fundo, a natureza vira fúria
E a ternura vira fim
O teu sorriso é para mim
A ti entrego a minha alma
Tua calma é o que desejo
Vou seguir contigo nessa vida
Estou vivendo assim
O natural
O curumim
O pai da mata
E o passarim sem fim

Eu te desejo e quero um beijo
Prá afastar a minha dor
Quero o maior amor
Que faz brilhar dentro de mim
Uma vontade de querer cantar
Espero um ano
Espero a vida
Espero o samba, o choro e o jazz
Só não espero o que for triste
Nunca mais

Eu vou pedir, vou implorar
E vou tentar dizer como te amo
E até a lua vai saber de mim

O ar de um jasmineiro
Vai entrar na tua vida
E por fim na tua velha solidão
Tu voltarás mais emotiva
Procurando pela vida
O universo da beleza
O desejo de realizar, de apaixonar
E de trazer a paz nos olhos
Ser feliz e amar

Vídeo incorreto?