O Chico Buarque
De Holanda
E a Vanda
Se apresentaram
No cinema
Quem te vê?

Eu estava sentado
Com a moça
Da janela
E a banda tocou
Toda a aquarela
Parou Brasil

Tentei fazer
Nosso povo
Caminhar
Naquela hora
Tão louco
Quis falar
E eu me perdi
Na multidão

Queria
Um pequeno
Aparelho
Pra tocar
A polícia
Só tinha
Uma bomba
Pra soltar
E eu caí
De vez no chão

Foi ali
Que eu perdi
O meu sapato
Levei um coice
Á toa
Para quem
Pedia paz

Caímos em outra
Grande encruzilhada
O sangue jorrou
Pra gente ver
Ninguém retrucou

Mas tive a moral
Toda ali
Tão rebaixada
Saí com a minha cara
Inchada
E não olhei pra trás

Acordei e caí
Numa louca gargalhada
Pensei noutro sonho
Pra viver
Pra você ver

E agora só resta
Outro sonho na tevê
E o novo Brasil
Que está na tela
A gente vê

Parei de cantar
E agora
É só palavra
Cheguei a pensar
Na derradeira
Mas desisti

Briguei
Com a minha vizinha
E fui jogar
E o preço
Que eu já paguei
Nem vou contar
Ai
Seu eu pudesse
Imaginar

Ninguém arriscou
A bola de cristal
Beijei mais
De mil mulheres
Mas não me leve
A mal
Hoje eu quero
É Carnaval

E agora só resta
Outro sonho na tevê
E o novo Brasil
Que está na tela
A gente vê

Parei de cantar
E agora
É só palavra
Cheguei a pensar
Na derradeira
Mas desisti

Briguei
Com a minha vizinha
E fui jogar
E o preço
Que eu já paguei
Nem vou contar
Ai
Seu eu pudesse
Imaginar

Ninguém arriscou
A bola de cristal
Beijei mais
De mil mulheres
Mas não me leve
A mal
Hoje eu quero
É Carnaval

Vídeo incorreto?