Chego direito ao balcão gostaram do meu jeitão
E sem querer me gavar
Eu vi um olhar comprido veio arrastando o vestido
E me tirou pra bailar
Como sou bem educado saí batendo marcado
Apertando que dava pena
Sentindo dela o calor sou bonito e dançador
E faço as graças da morena
Eu danço a morena dança
La fora o vento balança as franjas do faxinal
Aonde escondi a canha
Na campanha graxa é banha e leite azedo é mingau

Dançando só nas beiradas e morena entusiasmada
Quis expor seu sentimento
Pediu que calçasse espora e de pronto ir embora
Pois queria casamento
Mas como não sou assustado me parei embodocado
E lhe disse essa verdade
Morena não vou embora já estou dançando de espora
E me casei com a liberdade

Vídeo incorreto?