Namorei a Juvelina moça bonita e cheirosa
Cinturinha de violão e os lábios cor de rosa
Mas a família da moça vive sempre a nos cuidar
Para o pai da Juvelina não tem essa de ficar
Controlei a juvelina queria possuir a bela
E assim no meio da noite e me ir pro quarto dela
Pé por pé cheguei na cama levantei o cobertor
Me atraquei no corpo quente eu tava ardendo de
amor
Beijo de manga passada e um corpaço de geléia
Mas quando clareou o dia eu tava grudado na veia

Foi o pai da Juvelina aque traz tudo na presilha
Quem mandou que a mãe da moça fosse pra cama da
filha
Naquele escuro da noite o instinto falou mais alto
Dois corpos que se roçavam na intimidade do quarto
E aquela noite mexeu com meus brios de bom rapaz
Vivo pensando na veia e nunca mais tive paz
Agora procuro um jeito de escantear a minha bela
Me livrar da juvelina e conquistar a mãe dela

Vídeo incorreto?