No barulho dessas asas
neste movimento
Brilha a porção mais leve
do meu coração
Sem tirar os pés do chão desbravando sonhos
Dou a volta nos jardins do mundo
e retorno ao meu lugar
Tanta história, tanto enredo, já levou meu samba
tradução da minha ave que me faz cantar
Beija, passarinho
beija o meu sofrimento
Para depois, quando nascer o dia, outra flor possa brotar
Pousou no coração do Rio e brilhou.
Pintou de azul e branco o meu coração
Beijou a flor da minha vida e depois voou
Levou-me em suas asas, de flor em flor.
Contou-me alguns segredos do Criador
Passarinhou a minha vida
Sou Beija-Flor

Vídeo incorreto?