Se um dia a gente se encontrar
E eu confessar que vi um filme tantas vezes
Para desvendar os olhos teus
E se a gente se falar contar as coisas que viveu
O que esperamos do amanhã
Será que pode acontecer?
Pois, paralelo ao personagem,
Eu quis saber mesmo é de ti

Queria que fosses feliz
Uma água calma a inundar
A sua margem de carinho
Um peito aberto a quem chegar

Como o teu nome, diferente
Uma paisagem nos induz
Uma paisagem de inocência
Mas que se sabe e que se conduz

Conduz agora este momento
O pensamento e os olhos meus
Brilhando de emoção e grato
Alguém que só te conheceu
Num filme que viu tantas vezes
Que este poema aconteceu

Vídeo incorreto?