Amar, o coração muda de lar
Conjugação muda de tempo
E o que é de fora, fica de dentro
Amado, o coração mudou de lado
Navegação mudou de mar
E o que era ímpar, ficou par
Amante, o coração cruzou a ponte
Tornou-se vértice o horizonte
E o antes distante, ficou logo ali

Amado, amado e amante
Trindade humana que se curva aos céus
Onde soberana, outra trindade é Deus

Amado, amado e amante
Trindade humana que se curva aos céus
Onde soberana, outra trindade é Deus

Dele recebo o amor com que amar
Nele percebo o olhar com que olhar
E o jeito exato de ser sem me exceder

Vídeo incorreto?