Depois daquele horizonte
existem outros montes com belezas naturais
Apontando o céu de anil
mostrando para o Brasil o chão de Minas Gerais
Em cada monte uma história
na luta por uma glória que hoje o Brasil ostenta
Quem nasceu naquela terra
no berço lá da serra, viver longe não aguenta.

Estou sempre nas estradas
vivendo sem paradeiro
No momento de sonhar
estou sempre a soluçar, lembrando o meu chão mineiro.

As águas de suas cascatas
banhando as verdes matas é beleza que fascina
Até a lua lá no espaço
diminui sempre seus passos ao cruzar o chão de Minas
Já disseram uma verdade
que o mar no fim da tarde aumenta sempre seus ais
São as ondas murmurando
sobre a areia lamentando não banhar Minas Gerais.

Estou sempre nas estradas
vivendo sem paradeiro
No momento de sonhar
estou sempre a soluçar, lembrando o meu chão mineiro.
Estou sempre nas estradas
vivendo sem paradeiro
No momento de sonhar
estou sempre a soluçar, lembrando o meu chão mineiro.

Vídeo incorreto?