Se não fosse minha timidez
Se não fosse o meu espanto
Se não fosse o meu encanto
De me ver sofrer
Eu não beberia tanto
Eu não te daria o pranto
Não te deixaria um canto
Pra te ver morrer
Se não fosse o absurdo
Se eu não fosse imaturo
Se não fosse o escuro
Que me faz tremer
Eu não te daria magoas
Eu só beberia água
Não te deixaria em casa sem nada entender
Mas é sempre a angustia
Que enlouquece
Que me assusta
É a minha triste luta
Pra poder viver
Mesmo assim ainda te quero
Mesmo assim ainda te espero
Se não fosse tão obscuro
O que me faz sofrer
Ôôô
Ôôô

Vídeo incorreto?