O meu peito inteiro é choro represado
Um peito estufado orgulhoso e só
Tudo virou pó depois vendaval
Em minha garganta o nó
Do laço conjugal
Meu andar inteiro é de passos marcados
O andar cansado de quem vive só
Levantar o pó dos velhos caminhos
Em minha garganta o nó
De viver sozinho
Meu peito inteiro é choro desprezado

Vídeo incorreto?