Desvantagem desde o ínicio
Propicio, a ter coragem
Margem, o prepicio
Um passo dignidade
Quem é de sabe bem disso
Por mais dificil que seja
Nunca foi fácil superar fraquezas
Fé, eterno exercicio
Fortaleza, acreditar é preciso
Correr mais, necessário
Levar a vida, indeciso
Quase um morrer diário
Desafio, combustivel
O mesmo itinerario
Iporanga no jogo sem dar revanche pro otário!

O bom vira o jogo para não se perder
O mal ocioso acaba sofrendo
A preguiça e o estorvo pra quem quer vencer
Vontade do povo que acaba correndo

Tem que tentar
Tem que correr
Tem que jogar
Tem que vencer
Tem que sonhar
Tem que viver
Tem que lutar
Tem que saber.

Saber que todos que lutão também vão conseguir
Só tem que acreditar e dar o melhor de si.

Se tu correr, cair, se levantar, vai lá. Vamo recomeça denovo
Parece que não dá, mas se trampa dá pra tenta vira.. O jogo!
Vai lá, vai lá, vamo vira, vira o jogo
Vai lá, vai lá, vamo tenta, tenta denovo

Já sofri muito nessa vida
Quem eu conto, não acredita
De chinelo e de marmita
Sempre sáfo de você!
Por isso vo vira o jogo
Nem vo trabalha denovo
Vo faze o que eu acho louco
E de você não depende
Porque desistir é facil
Dificil mesmo é resistir
Agora que você entrou no jogo, vai querer sair?
Então o trampo foi em vão, irmão
Creio o que não
Tá na sua mão sair dessa situação
Também to cansado mas eu não vo da milho
Se eu joga tudo pro alto então me diz como eu crio meu filho?
Insisto, trabalho e foco é a chave
Vai abandona o jogo ou tentar passar de fase
Quer é, esperar que o acaso te dê
Quer não mão, né
Assim não é necessário correr
O que vier, dá, é o bastante para viver
O que puder, quiser
Mesmo sem merecer

Não acabo, enquanto acredita nas fitas
Não importa se ainda não viro
Depois de uma vida
No fim da corrida cê ramelo
Então insista, cai pra pista, paga a vista (o preço que for)
Nunca desista, quem luta conquista
E você fraquejo
Quem vai querer, eu vou
Não importa o que passou
Quem nunca se abalou
Quem fez sempre pelo amor
Sempre soube o seu valor
Quem quer rima, quem quer flow?
Quem quer briza, quem quer show?
É quem sempre acredito

Se tu correr, cair, se levantar, vai lá. Vamo recomeça denovo
Parece que não dá, mas se trampa dá pra tenta vira.. O jogo!
Vai lá, vai lá, vamo vira, vira o jogo
Vai lá, vai lá, vamo tenta, tenta denovo

Não pode desistir, fraquejar, amarelar, tem que virar
Pra jogar, pra ganhar, pra lutar, conquistar
A glória, evitar a paranoia, libertar do que sufoca
Demonstrar, não se pipoca
Conquistar sua vitoria
Mandar o mau embora
Pra ficar de cara nova
Cara limpa
Com a alto estima lá em cima
Longe de patifaria
Idéia aqui não conjumina, pra você sair por cima e
Ver que o jogo é de quem vira!
Olha ao seu redor, veja o que conquisto
Se não melhoro de lá pra cá muita coisa mudo
Não realizo
A culpa não é minha acordo cedo, durmo tarde
Trabalho todo dia
Muitos desisti, outros ramelo
Vários tão aqui
Ambos que fico
Em crise
Olhos que tranquilize
A dor e amenize
Caso ele precise de rap e raize
Ai ele pode dize
Ideias organizem
Então se agilize
Porque cê tá moscando né?
Vamo e convenhamos, é
Cê nem tá jogando e quer, já sair ganhando, é

Se tu correr, cair, se levantar, vai lá. Vamo recomeça denovo
Parece que não dá, mas se trampa dá pra tenta vira.. O jogo!
Vai lá, vai lá, vamo vira, vira o jogo
Vai lá, vai lá, vamo tenta, tenta denovo

Vídeo incorreto?