Meu caminho (5x)
Meu destino...

Quando me perco na noite
Mas não me acho de dia
Que as amizades de ontem
Eram só almas vazias
E tudo que foi citado
Já não faz tanto sentido
Tudo que foi tirado
Já não vai ser devolvido
É ladrão, então me diz como faz
Como pode, cê vai dos funk aos pagode
Da quinze pra dezenove
Deixou sua mina em choque
E você ai tranquilão
Você procura ibope
Ela só qué gratidão
Quando ver que
Do que se ganha não se oferece nem um terço
E cê bate e não apanha
É uma criança sem o berço
A reza da coroa, já não faz mais sentido
Cê ta perto do erro, mas nunca teve envolvido
Sei que as vezes me perco
No tempo, no espaço, nos fatos
Refletem meus passos
E ...

Eu vou, sem nenhuma direção...
Já me senti assim no busão
Indo pro trampo à tarde, na selva da solidão
Meu caminho, meu destino...
Irmão, segue em outra direção
E por isso rimo

Pra onde seguir quando você ta perdido
Na beira do precipício
Um monstro a ser vencido ?
É difícil se achar nesse lugar
Procuro a saida, não consigo respirar
O tempo me sufoca, parece que não tem volta
Me perco quando me solta
Então segura minha mão
Pra manter meu pé no chão
Mesmo sem direção
Andando nessa missão
Cantando nessa canção no destino
Eu é que sei quantas vezes errei
Quantas noites perdi
Quantos dias ganhei
Pra tentar me encontrar aqui, nesse labirinto
E buscar no seu olhar a verdade no que sinto aqui.

O coraçããããããão é meu sensor
Ele que aponta o caminho
Pra onde vou
Diz quem ta comigo
E quem é traidor
Me possibilita de tá, onde eu tô
Que nunca me enganou
Mas nessa vida, eu não tenho fim
Nem carregador de ferida
Entro em labirinto e paro em rua sem saída
Pega a contramão e só se fode nas batidas
Alguns pegam o caminho do pai
Outros pegam do bar pra jogar um barai
Uns parados nem vão
Outros se jogam e vai
Alguns pecam mais que outros e pa pa pa pai
Mas é de cada, entre ficar parado ou subir a escada
De trazer a luz ou de ser alma penada
De fazer história ou de não fazer nada.

Eu vou, sem nenhuma direção...
Já me senti assim no busão
Indo pro trampo à tarde, na selva da solidão
Meu caminho, meu destino...
Irmão, segue em outra direção
E por isso rimo

Essa conexão que o rap vai conduzindo
Escolhi fazer que nem dj primo
Morrer fazendo o que amo
Deixando outra opção pros meninos
Algo além da visão que limita
Não possibilita, por isso o rap é meu hino
Tá no destino e quem vem e se identifica
O coração que não tem
O criador glorifica
O tempo modifica, o comportamento é notório
Minha vaidade não indica
O seu sentimento, é acessório
Não cabe no repertorio
Olhar inseguro
Você que se vê nos outros
Moleque, o jogo é duro
A fome ta na calçada, a rua chora miséria
Acolhe, ignora, um passo e te supera, quando zera
Nunca contei com ramela
Eu sou um homem da estrada
Mas só que eu vim das vielas.

Eu vou, sem nenhuma direção...
Meu caminho, meu destino...

Vídeo incorreto?