Procure outro babaca
Pra ficar na sua vida
Minha carteira de otário
Expirou, está vencida!

Não posso beijar a boca
Pra não desmanchar o batom
Não posso amassar a roupa
Meu abraço é confusão

Não posso tocar o cabelo
Que ela vira um furacão,
Não posso falar no ouvido
Que ela chama de enxerido
Reclama que dá aflição

Procure outro babaca
Pra ficar na sua vida
Minha carteira de otário
Expirou, está vencida!

Não posso encostar a mão
Que ela dá um empurrão
Não posso encostar o pé
Que ela vira um jacaré

Essa menina estranha
É um poço de frescura
Quando põe o salto alto
É a rainha do asfalto
A dama da ferradura.

Procure outro babaca
Pra ficar na sua vida
Minha carteira de otário
Expirou, está vencida!