Como uma luz
Apareceu assim no breu da estrada
De repente vindo do nada
Você chegou
Como fatal
Um vendaval derruba uma palmeira
Assim como um belo gool de primeira
Me desarrumou
Por que é tudo passa e nunca te esqueço
Vou carregando o preço de um velho amor
Em outras bocas vou bebendo teu beijo
Em outros braços procurando calor

Noutra historia sempre a mesma novela
Uma aquarela que só pinta você
Uma saudade que parece um feitiço
Tudo isso eu pergunto por quê

Até quando eu tropeço no tempo
E só caio em você

Vídeo incorreto?