Quando falo pra você
Que não vou sair de casa
E nem quero ver ninguém
Não precisa entristecer
Que isso não quer dizer
Que eu não lhe queira bem

Quando eu fico meio assim
Com o olhar no infinito
Destilando a solidão
É meu jeito de ouvir tudo
Que vem lá do fundo
Do meu coração

Que vai batendo e remoendo
A nossa vida numa roda de engenho
Tentando juntar o passado
Com o nosso futuro

É quando eu fico sozinho
Que eu vejo a luz
Nesse caminho escuro
E assim vou tocando a boiada
Pra um lugar seguro

Deixa a vida desaguar meu sonho
Neste mundo tudo tem seu tempo
Deixa eu ir aonde vai meu pensamento

Vídeo incorreto?