Quero um amor daquele jeito
Quente feito noite de forró
Amor gostoso e carinhoso
Eu tambem acho
Que é lamber doce no tacho
Feito pela minha avó

Eu quero um chamego proibido
Malucado escondido
Só naquele vai e vem
Amor safado daquele de pé de muro
No batente no escuro
Aonde não tem nimguem

De tome abraço
Tome beijo tome isso
Sem pensar em compromisso
Amor de uma noite só
Amor assim vou dizer o que eu acho
É lamber doce no tacho
Feito pela minha avó

Quero um amor...

Tô precisando
De um amor que tudo faça
Amor de banco de praça
Daquele que a gente sonha
Malicioso que não para nem esfria
Que arrebenta que arrepia
Um chamego sem vergonha

Sem endereço
Sem lugar amor sem preço
Que me vire pelo avesso
Que me pegue e dê um nó
Amor assim vou dizer o que eu acho
É lamber doce no tacho
Feito pela minha avó