(No Brasil, os governos utilizam a política de combate às drogas
Pra matar, prender e esculachar diariamente os pobres, parceiro
A nossa defesa, não é pela maconha
A nossa defesa é pela liberdade)

Olha, eu sou maconheiro (cadê o isqueiro?)
Não tenho vergonha em falar
Bota fogo no teu preconceito
Aperta um dois que é pra nós fumar
Olha, eu sou maconheiro (demorou fumar!)
Não tenho vergonha em dizer
Bota fogo no seu preconceito
Que a cultura verde tá chegando aê!

A guerra contra o pobre é uma vergonha, meu irmão
Tu vai na zona sul, nunca vê um caveirão
O rico tem direito, é chamado de usuário
E o pobre na favela é esculachado, é o viciado

Falo de um país que diz combater traficante
Mas não fecha as fronteiras, pensa que eu sou ignorante
Mais do que a maconha, defendo minha liberdade
Chega de hipocrisia e de marginalidade

Minha vida não é fácil, eu seguro nas mãos de Deus
De noite dói lembrar de cada mano meu
Que perdeu sua vida pra morte ou pra prisão
Graças a nossa herança do tempo da escravidão

Quer criticar meu rap pegue vinte molequinhos
Dez da zona sul, outros dez de uma favela
Dez anos depois, me diz, quem tá na faculdade?
Dez anos depois, me diz, quem tá atrás das grades?

E os verme vem de preto, nosso exército é verde
Pego tua hipocrisia, taco contra uma parede
Rasgue o preconceito, só os fortes vão se ligar
Já deu 4:20, é hora de nós começar!

Olha, eu sou maconheiro (cadê o isqueiro?)
Não tenho vergonha em falar
Bota fogo no teu preconceito
Aperta um dois que é pra nós fumar
Olha, eu sou maconheiro (demorou fumar!)
Não tenho vergonha em dizer
Bota fogo no seu preconceito
Que a cultura verde tá chegando aê!

Vídeo incorreto?