Eu quero provar... deste feijão de corda
Temperado ao beijo dengoso do meu amor
Caruru, sarapatel, buchada de bode
Eu vou querer
É nessa feira que hoje eu vou me perder

Me de logo a cachaça de rolha, jabá macaxeira
Pois me lembra o cochilo tranquilo
Deitado na esteira / é cuscuz acarajé
Arrumadinho de brincadeira
Me perco tentando me achar no meio da feira

Feira de areia branca,
Feira que é igual a tantas
Que por este mundão me leva a encontrar
Crianças pedindo sonho
A xepa pra casa levar/ eu vejo aquele futuro
Que teima comigo para não chegar

Vem que tem , tem tudo tem, se chegue madame
Pode escolher ...

Procuro a barraca que tenha cheiro de saudade
Bôlo de rôlo, cangica de milho , quentão brevidade
Na mistura tempero e flor
Bujinganga, poeira e calor
Caldo de cana , pimenta do reino e computador.

Vídeo incorreto?