As coisas estão no mesmo lugar
Fiquei com medo de tirar
O seu porta retrato do meu quarto
Que saudade

Não sei se posso me enxugar
Com aquela sua antiga toalha
Que você esqueceu lá no canto
Que maldade

O seu perfume exala, nos cantos da casa
Eu sinto a sua falta, na poltrona da sala
E o frio me maltrata, a lareira apagada
Ah, ah, ah...

Vem, ainda preciso de você
Eu não consigo te esquecer
A vida sem você não tem graça
Eu, não sei o motivo e a razão
Que fez você ferir meu coração
Um coração que tanto te ama

Vídeo incorreto?