Levantar, respirar, esperar
Procurar , caminhar, caminhar
Não chegar e voltar outra vez
Ao inicio do ofício
Tudo por você
Outra vez
Outro ciclo como o inverno e a primavera
Outra era, outro signo e um destino
Como se o infinito fosse se espalhar em mim

Rastejar, implorar, me humilhar
Fraquejar e fumar e fumar
Me apagar, me anular e adorar
Ser feliz dessa vez
Cedo ceder as rédeas do caminho e aceitar
E quanto mar haverá?
Ou não

Mas o mundo é tão pequeno com você
São linhas minhas na sua mão
Mas o mundo é gigantesco com você
É sonho é sombra é ilusão
Mas o mundo é um mistério com você
São gestos, pausas, intenção
Mas o mundo eu descubro com você
E assim descubro o mundo em mim

Vídeo incorreto?