Pega o machado, bota nas costas
Corre depressa na mata
Corre depressa na mata
Acha o cipreste, bate o machado
Grita "MADEIRA!" e se afasta!
Grita "MADEIRA!" e se afasta!

Prende as amarras, corta a madeira
Rola o tronco no chão
Puxa com força, chama mais gente
Chama que dá um trabalhão

Pega o martelo, prega com calma
Vê direitinho na planta
Vê direitinho na planta
Quantas janelas? Qual a medida?
Pega o portal e levanta
Pega o portal e levanta

Já dois andares, falta só um
Bichos e gente separam
Coloca a porta, ela é bem alta
Anda que as horas não param

E agora o teto, está quase pronto
Vamos que já é bem tarde
Vamos que já é bem tarde
Traz o betume, passa por fora
Passa por dentro à vontade
Passa por dentro à vontade

Todo o trabalho lento e penoso
Foi ele mesmo um sermão
Lá estava a arca, grande e bonita
Dando por fim a construção

Vídeo incorreto?