Por favor sem repressão, nem depressão
Em regressão
Segue meu povo a cada ano novo
Sem exceção
O excesso de egocentrismo acessa o seu organis
Avessa á sua vontade
Hipnotismo, rouba a sua atenção
Preste atenção
Ao que diz o seu coração
A vida é música
Me ajude a fazer a canção
Leve o joelho ao chão
Quebre o espelho, então
As arma, um dano, um mano
Não muda meu plano
Não assa meu pão
A oração salvou mais gente do que a Cruz Vermelha
Sua maldade em sua mente
Então será pentelha
Seu coração te aconselha:
Entre tanta maldade encontrar liberdade
A verdade amassou a vontade
Te muda então mude pra algo melhor
Meu povo derruba suor
O governo derruba meu povo
Ao invés de suor derrubemos governo, chegue
Derrubemos de novo
São Paulo, Rio, Taiti ''cos ovo''
A minha vida me fez nuvem
Homens tremem quando chovo
Senhor me faça bem e que esse bem eu retribua
Senhor me faça mal e desse mal me reconstrua
Senhor me faça sol e que eu traga a luz na escuridão
Senhor me faça escuro então o sol será em vão
Aqui se tenta sem melhor em tudo
Sempre sonhei em atacar
O mundo só me deu escudo
Aprendi a defender, na defesa fui sagaz
Cansaram de me atacar
Do meu escudo então nasceu a paz
Embaralhe com atenção
Paus, espadas, ouros
Tá na hora de tirar um coração
Me diga que não foi em vão
Aqui derramei minha alma
Dê um gole e beba sem moderação
Nós somos música
Eu pisco pra contar o tempo da batida
Tenho menos medo de um assassino que um suicida
É fácil tirar uma vida
Difícil é fazer uma vida se transformar, se mudar pra melhor
O meu maior medo é ser digno de dó
Toque o piano, me permita cantar
Respire, inspire e me permita ser o ar
Meu sonho é tão real que eu quase consigo tocar
Mas chega de tentar, falô
Agora é hora de acordar
Senhor me faça bem e que esse bem eu retribua
Senhor me faça mal e desse mal me reconstrua
Senhor me faça sol e que eu traga a luz na escuridão
Senhor me faça escuro então o sol será em vão

Vídeo incorreto?