Outra lua por ti...
Pedi a noite em silêncio;
Quando o 'escuro' nos olhos
'Pingou' saudades no lenço.
Dessas que vem revelar-se
Serena, em alma 'redonda';
E buscam o rio da guitarra
Matando a sede em milonga.

Outra lua por ti...
Que apaga tantas, mais belas;
Pra perfumar os teus sonhos
'Dormindo' junto à janela.
E despe a paz do sereno
Lágrima, encanto e desejo;
Provando o amor entre os lábios
No puro instante de um beijo.

Outra lua feiticeira...
Plena e inteira, por ser lua;
Que benze a pele morena
'Pétala' de vida nua.
Ou simplesmente convida
O vento a uma 'contra dança';
Caricia em prata aos cabelos
Enquanto desata a trança.

"Pedi a noite outra lua",
Plena, inteira, simplesmente lua...
Dessas que o rio da guitarra
Mata sua sede em milonga;
Que despe a paz do sereno,
Pra perfumar os teus sonhos;
E benze a pele morena
Lágrima, encanto e desejo,
Pra o puro instante de um beijo,
Saudade e amor, meu silêncio.
Depois que o escuro nos olhos
"Pingou" saudades no lenço.

Vídeo incorreto?