Acorda de manhã se olha no espelho
Você envelheceu vê marcas pelo corpo inteiro
E na gaveta retratos de uma velha banda
São uns roqueiros do underground lá de sampa

Escova os dentes pensando no que ia ter sido
Se algum dia você ao menos desse ouvido
Aos amigos que fazem rock só de farra
E aos domingos guitarra na mão e pé na estrada
Guitarra na mão e pé na estrada

Você ficou pra trás
Entrou na tribo dos normais
Você se acomodou
Esposa filhos tanto faz

E a rotina todo dia te incomoda
Recolhe o lixo e leva os filhos pra escola
Mas no caminho um cara estranho apareceu
Com um sorriso que você reconheceu

E num barzinho uma cerveja o papo em dia
E a tua vida era só monotonia
Um mero escravo da sociedade e da TV
Essa novela me dá nojo só de ver

Seu instrumento há muito tempo se esqueceu
Por uma escolha que na vida se perdeu
Veja as manchetes bem na capa dos jornais
Aquela banda a cada dia satisfaz

20 anos se passaram e nada aconteceu

Vídeo incorreto?