De vez em quando,
Sou levado a me abater
Parece que, então,
Eu vou perecer num mar,
Nada mais querer
Simplesmente ir, mas sem saber.

Momentos maus,
Difíceis pra valer
A vida se esvai
Até tudo se misturar,
Tudo perder valor
Nada mais fazer sentido para mim.

Ainda bem, que em meio às minhas trevas,
Vejo a luz
Nessas horas mais difíceis
Sinto Cristo me enxugando o rosto
Motivando-me outra vez
A seguir em frente,
Sem olhar pra trás.

Depois do temporal
Melhor posso sentir
Que a graça do Senhor é tal...
Quem poderá comprar?
Quem poderá medir?
Só em Jesus, eu posso achar.

Vídeo incorreto?