Ó Pai,
Eu queria tanto ver
O meu Senhor descer vindo me encontrar.
Eu posso até imaginar
A refulgante glória do Senhor Jesus,
Transpondo as brancas nuvens
No mais puro azul, onde nem sul, nem norte existirá...

E em meio a lágrimas, sorrisos de lágrimas
E de prazer, eu que era cego, agora posso ver;
Contemplar, contemplar enfim!
Por isso eu canto glória,
Glória, glória ao Autor da minha fé.

Ó Pai,
Eu queria tanto ouvir
O som que vai abrir o encontro triunfal.
Rever amigos, que um dia, em Cristo,
Foram feitos meus irmãos.
Agora sim, podemos dar as mãos,
Pois temos todos um só Senhor.
Eis o consolo que envolve a minha vida
- O meu Senhor Jesus, que foi morto sim, naquela cruz, voltará,
Voltará... Enfim!
Por isso, eu canto glória,
Glória, glória ao Autor da minha fé!

Glória ao Senhor, o Autor da minha fé.

Vídeo incorreto?