Eu nasci
Com o engenho a rodar
Sem o engenho parar
Me criei
Com o engenho a rodar
Sem o engenho parar

Minha mãe cortava cana
Sem poder nem descansar
O meu pai era carreiro
Que andava sem parar

Eu menino
Só olhava
O tempo passar
O tempo passar

Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar

Engenho Novo bota a roda pra rodar
Lá em casa eu comia carne seca com cará
Tinha luz de candeeiro
A ciranda no terreiro
Tinha até um violeiro que cantava sem parar (Ah!Ah!Ah!)

Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar

Engenho Novo bota a roda pra rodar
A minha vida foi somente pra escutar
Meu canário no viveiro
Meu cachorro perdigueiro
Tinha um galo no poleiro que cantava sem parar (Ah!Ah!Ah!)

Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar

Engenho Novo bota a roda pra rodar
A minha vida foi somente pra olhar
Lá da porta da cozinha
Eu queria Mariazinha
Carregando no balaio muita roupa pra lavar (Ah!Ah!Ah!)
E quando era noitinha
Via a lua pratear
A ela atenção tomava
Pra poder ir me deitar (Ah!Ah!Ah!)

Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar
Engenho Novo, bota a roda pra rodar

Vídeo incorreto?