Vou voltar pro meu sertão
Onde a lua beija o chão
Onde a poluição
E o cheiro gostoso do mato
Vou voltar pra minha terra
Me acordar com os passarinhos
Fazendo festa em seus ninhos
Anúciando um novo dia
Onde eu abro a janela
Sem medo e perigo
Deixo o sol entrar por ela
Me desejando um bom dia
Onde os muros são os campos
Verdes livres como o vento
Criança correm se divertem
Esse é o meu sertão
Vou voltar pro meu sertão
Onde mora o pescador
O peão agricultor
Humildemente busca o pão
Suas empresas são o mar
E o campo a plantação
Sem saber o que é ambição
Sempre repartir o pão
Suas riquezas são Seus corações
E ninguém pode roubar
Onde a alma vem de deus
E o mal não pode entrar

Vídeo incorreto?